Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Vozes da Juventude no Turismo de Base Comunitária

Juventude e Turismo de base comunitária (TBC) foi o tema abordado na série de lives TBC-Rede Jovem. Esses eventos virtuais foram construídos com foco em beneficiar os estudantes que se interessam pela temática, aos que trabalham com essa pauta, aos jovens que vivem em comunidades que protagonizam o TBC, e, também, as pessoas que querem conhecer, visitar e contribuir para o fortalecimento dessa prática no nosso Brasil diverso. Sob essa inspiração, a composição das cinco lives buscou discutir a pergunta: “O que diz a juventude do TBC?”, envolvendo os jovens como um dos principais articuladores e lideranças no processo de participação e construção de diálogos entre experiências, nas diferentes regiões do Brasil.

Nesse sentido, o TBC-Rede Jovem consistiu na criação de um espaço virtual para viabilizar o engajamento da juventude nacional no processo de construção coletiva do debate temático, além de agregar questões da vida cotidiana, justiça social, igualdade, preservação da natureza e luta pela garantia do território tradicional. Parte desse contexto, o turismo de base comunitária está associado ao engajamento na busca de estratégias para enfrentamento de problemas e crises, sejam na sociedade ou mesmo na comunidade onde se desenvolve essa prática.

Essa iniciativa faz parte do projeto de extensão Turismo de Base Comunitária, Sustentabilidade e Redes (TBC-Rede), coordenado pela Profa. Dra. Edilaine Moraes do Departamento de Turismo da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), em parceria com a Profa. Dra. Teresa Mendonça do Departamento de Administração e Turismo da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), incluindo alunas e alunos de suas respectivas instituições.

Equipe: coordenação e alunos e alunas do evento TBC-Rede Jovem 2021

Os cinco eventos em formato de live aconteceram, no mês de setembro do ano em curso, sendo transmitidos pela plataforma Instagram. Nessas ocasiões, foi apresentada uma pluralidade de jovens envolvidos no TBC, que falaram sobre suas vivências, experiências e papéis ocupados nesse contexto. As participações vieram de vários lugares do Brasil: Rede Caiçara de Turismo de base comunitária de Paranaguá (Paraná), Rede São Gonçalo de Turismo de Base Comunitária de Paraty (Rio de Janeiro); do grupo de Turismo Comunitário de Caetanos de Cima da Rede Cearense de Turismo Comunitário (Ceará); do Turismo Étnico Comunitário nas Comunidades Quilombolas do Recôncavo Cachoeira (Bahia); e da Cooperativa de Turismo e Artesanato da Floresta, Santarém (Pará).

Convidados e convidadas das lives

No campo acadêmico, privilegia-se esses espaços plurais e democráticos para dialogar entre as diferentes realidades, assim como para respeitar e valorizar cada luta social, engajamentos e experiências enquanto coletivos, como acontece no TBC. Assim, esses jovens promoveram ricos debates que visibilizaram e fortaleceram as pautas críticas a respeito da sociedade em que vivemos, sendo protagonistas de suas próprias histórias. Para ilustrar, vale mencionar a fala da jovem Helena Soares do Ceará, convidada do TBC-Rede Jovem:

“Fazer parte do TBC-Rede Jovem é de muita relevância, por ser um espaço para dialogar sobre esta temática, dentro de nossa perspectiva enquanto jovens atuantes nos territórios aos quais pertencemos. É ter a possibilidade de partilhar e trocar ideias com outras vivências espalhadas pelo país que provam que um outro turismo é e tem sido possível, a partir das práticas coletivas e dos princípios de inclusão, respeito, solidariedade, responsabilidade e sustentabilidade. É tecer redes de diálogos e experiências que fortalecem a nós e as nossas comunidades, nossos territórios vivos, além de ser uma oportunidade ímpar de expor o que temos feito”.

Também é importante destacar a percepção de outra convidada, a jovem Mauricéia Pimenta do Rio de Janeiro:

“O turismo de base comunitária é como se fosse uma reparação, como uma educação coletiva, fazendo o caminho contrário, te alinhando para o que você é. Ele vai te levando para o que você é, para as raízes da sua história. Essa relação do turismo de base Comunitária possui um papel fundamental no coletivo”.

Durante as lives, ainda foram discutidas questões sobre o modo de participação deles no processo, compreendendo os desafios para o engajamento de mais jovens no TBC, a serem enfrentados diante da pandemia do COVID-19. Para saber mais, as lives foram gravadas e podem ser acessadas no Instagram perfil @tbcrede e Facebook: tbcrede. Curtam, compartilhem e deixem comentários para ampliar e fortalecer esse movimento.

Texto: Flávia Calazans, Edivânia Caciano e Edilaine Moraes.
Imagens: Flávia Calazans.

Leave a comment

Best Choice for Creatives

This Pop-up Is Included in the Theme

Purchase Now